Diaconia

A palavra diaconia não é comum em nosso vocabulário em português. É uma palavra muito usada no campo religioso cristão, que do grego traz para nós o significado de: serviço ao semelhante, ministrar aos outros, ajudar, cuidar.

Portanto, a diaconia é parte de nossa conduta cristã desde o nosso batismo, quando nos comprometemos em “confessar a fé no Cristo ressuscitado, proclamar a sua ressurreição e compartilhar do eterno sacerdócio de Jesus Cristo, renunciando todo o mal e seus poderes que se rebelam contra Deus, corrompem e destroem as criaturas”, portanto, a diaconia não é uma possibilidade que podemos ou não desenvolver como cristãos, a diaconia é um dos pilares onde está construída a nossa fé. A diaconia é portanto, a ação dos fiéis “transformando os reinos deste mundo, no Reino de Nosso Senhor Jesus Cristo.”

A Igreja Episcopal Anglicana do Brasil (IEAB) a poucas décadas atras, organizou de forma institucional, o Serviço Anglicano de Desenvolvimento e Diaconia (SADD), que tem por objetivo motivar as dioceses e suas comunidades locais, as práticas concretas do serviço aos pequeninos de Reino, capacitando pessoas e mediando recursos financeiros para implementar projetos concretos de serviço/transformação.
A Diocese Anglicana do Paraná (DAPAR), tem avançado muitíssimo nas ações diaconais, desenvolvendo projetos concretos nas comunidades onde dialoga com os mais diferentes movimentos sociais, que defendam direitos humanos e a vida em toda a sua plenitude. Os seguintes projetos de Diaconia se destacam nestes últimos anos:

PADARIAS COMUNITÁRIAS: produção de pães caseiros por mulheres do Movimento dos Sem Terra (MST), para ser comercializado na cidade, principalmente nas Escolas da Rede Pública, produzindo renda e alimento de qualidade.

Beneficiários diretos: 2 padarias promovendo trabalho para 33 mulheres do MST e suas famílias e beneficiando para seu consumo e para mais de 1000 alunos da rede escolar municipal, onde o pão é comercializado, todos os dias.

EMANUEL - Atende há 16 anos, moradores (as) de rua, em situação de vulnerabilidade social, sendo que uma vez na semana são servidos café da manhã, almoço e banho. Também são ofertadas oficinas de oração, terapia psicológica, saúde, direitos civis. Trabalho desenvolvido por voluntários anglicanos(as) e amigos(as) da Igreja.

Beneficiários diretos: 200 moradores e moradoras de rua.

Beneficiários indiretos: 30 voluntários que tem a oportunidade da pratica da diaconia ganhando assim grandes doses de humanização terapêutica.

BAZAR DE USADOS – Lideranças da Paróquia São Pedro, Curitiba/PR e a Paróquia São Lucas, Cascavel/PR, promovem regularmente uma grande feira de roupas, calçados e outros bens domésticos usados a preços simbólicos. Assim famílias em estado de pobreza e vulnerabilidade social podem ter acesso a estes bens. Os materiais vendidos são doados pela comunidade local e criteriosamente preparados para o reuso pelos seus destinatários.

NO PORTÃO SOLIDÁRIO, REPARTINDO O PÃO: Nas comunidades da Diocese Anglicana do Paraná, foram distribuídas cestas básicas de alimentos, leite de iogurte, bem como quites de material de limpeza e máscaras de proteção a famílias desempregadas e em situação de pobreza e vulnerabilidade social.

Beneficiários Diretos: As nove comunidades anglicanas do Paraná, através de suas lideranças beneficiaram mensalmente, cerca de 120 famílias. De forma pontual, em 3 momentos mais críticos da pandemia, foram beneficiadas em cada episódio cerca de 200 famílias, totalizando cerca de 1800 famílias atendidas no período de 2020.

O HAITI, É AQUI! A Paróquia São Ascenção, Cascavel-PR, abriu seu espaço físico para Haitianos imigrantes. Organizaram uma associação de refugiados, onde passaram a receber orientações para o trabalho, bem como alimentos, remédios e apoio logístico nos processos imigratórios.

Beneficiados diretos: 20 famílias totalizando cerca de 80 pessoas.

POVOS INDÍGENAS E QUILOMBOLAS – Lideranças da Paróquia São Ascenção, Cascavel, PR desenvolvem há vários anos apoio a varias comunidades indígenas. Neste ano de Pandemia da Covid19, as aldeias Y Hovy Guaíra (Guaíra/PR), Tekoa Mirim(Guaíra/PR), Curva Guarani(Santa Helena/PR) e o Quilombo Manoel dos Santos Ciríaco, construíram um Galpão Granja, onde de forma coletiva estão criando galinhas para produção de proteína e ovos para alimentar a população destas comunidades. Além do Galinheiro há também o cultivo de horta e tanque de peixes.

Beneficiários diretos: 60 famílias indígenas e quilombolas, somando um total de 300 pessoas.

SE VOCE DESEJAR CONTRIBUIR FINACEIRAMENTE PARA QUALQUER UM DESDES PROJETOS SOCIAIS,

Deposite para:
ASSOCIAÇÃO BENIFICENTE SOLIDARIEDADE E PAZ.
CNPJ 07.994.432/0001-04 - Cascavel - PR

Banco: SICOOB (756)
Agência: 4370
Conta Corrente: 2215-2

Depois mande um e-mail comunicando o seu depósito e a destinação que você deseja dar ao seu recurso financeiro.

Presidente: Palmira Tereza Reverci Duarte
Email: palmiratrduarte@hotmail.com